Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

espaço da raquel

para escrever tudo o que me vier à cabeça, e partilhar cenas daquelas (coiso e tal, e tal e coiso) não me levem muito a sério, tenho mau feitio, mas no fundo sou boa pessoa..... (apesar de não jogar com o baralho todo)

espaço da raquel

para escrever tudo o que me vier à cabeça, e partilhar cenas daquelas (coiso e tal, e tal e coiso) não me levem muito a sério, tenho mau feitio, mas no fundo sou boa pessoa..... (apesar de não jogar com o baralho todo)

04.Fev.20

4 de fevereiro, dia mundial de luta contra o cancro

espaço da raquel
Não é só o dia de hoje. Não é só o dia 4 de fevereiro, não é só mais um dia, são muitos, são todos os dias. Mas o dia 4 de fevereiro é mais um dia para lembrar a coragem, esperança e a luta de muitas pessoas, que certamente nunca estão preparadas para receber esta notícia, mas a força de muitos para lutar aparece, com muita garra (embora muitas vezes nem sabemos bem como, nem de onde essa força vem) a vontade, desejo de viver tudo muito mais depressa, de nos (...)
06.Nov.19

O Mundo que (parece) não ter sido feito para todos nós.

espaço da raquel
Principalmente quando não nos ajustamos ao Mundo em que vivemos, quando não nos conseguimos encaixar numa sociedade por sentirmos demasiado, por que sofremos, porque nos doi a alma, por sentirmos em demasiada coisas que não se passam connosco mas que nos doem, nos indignam, e nos afetam. (desabafos...) Quando nos levantamos todos os dias e percebemos perfeitamente que o Mundo não está para nós, ou seremos nós que não estamos para o Mundo, e não percebemos por nos sentimos (...)
26.Set.19

A vida dá muitas voltas, e a minha não deu essa volta sobre a maternidade.

espaço da raquel
No outro dia estava a ler um artigo sobre as mulheres serem ou não mães. O artigo referia entre outras coisas que a mulher não nasceu para ser mãe, mas para ser o que ela quisesse ser, e houve um comentário interessante e diferente de uma das leitoras, que foi: Toda a mulher deveria esperar pelos 40 anos para ser mãe, e caso conseguisse viver os 40 felizes sem filhos que era melhor não ter. Em parte revi-me no comentário embora no meu caso o não ter sido mãe, (não por (...)