Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

espaço da raquel

para escrever tudo o que me vier à cabeça, e partilhar cenas daquelas (coiso e tal, e tal e coiso) não me levem muito a sério, tenho mau feitio, mas no fundo sou boa pessoa..... (apesar de não jogar com o baralho todo)

espaço da raquel

para escrever tudo o que me vier à cabeça, e partilhar cenas daquelas (coiso e tal, e tal e coiso) não me levem muito a sério, tenho mau feitio, mas no fundo sou boa pessoa..... (apesar de não jogar com o baralho todo)

24.Mai.18

sobre (alguns) dos meus dias difíceis

- tenho sono

- sofro todos os dias de uma descomunal desmotivação

- a minha psicóloga está a fazer-me muita falta, e a minha auto estima está a ir para o "buraco"

- a maior parte dos humanos enervam-me, dão comichão, e impaciência

- não consigo pensar igual à maioria das pessoas, mesmo tentando sempre pôr-me do lado da outra pessoa

- tenho alturas do dia que me sinto completamente destruída, e esgotada

- os meus pensamentos deixam-me extremamente cansada

- tento todos os dias dar o melhor de mim, mesmo não me revendo na maioria da vivência desta, e nesta sociedade

- todos os dias tento ver a melhor da parte de estar viva, de me poder rir, de conseguir a amior parte das vezes dizer umas graças, e de na maioria das vezes não me levarem a sério exactamente por isto mesmo: porque “brinco” e digo muitas “graçolas” (logo, acham que estou sempre bem)

- estou sempre agitada porque sinto que é a melhor maneira, ou quem saberrefúgio para não ter tempo para pensar (demais), sim, eu penso demais.

- a falta de tempo não gera tanto medo.

- sou demasiadamente emotiva, e sim, isso esgota-me

- tenho dias que me sinto cansada de tanto esforço para viver numa sociedade que não entende quem é, pensa e age de maneira diferente da maioria do comum dos mortais.

e conclusão disto tudo, sim, viver neste momento está a cansar-me demais

(muitas mais coisas podiam ser acrescentadas a esta lista, mas não me apetece aborrecer as almas mais sensíveis que possam (por acaso ler esta minha publicação de cocó.)