Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

espaço da raquel

para escrever tudo o que me vier à cabeça, e partilhar cenas daquelas (coiso e tal, e tal e coiso) não me levem muito a sério, tenho mau feitio, mas no fundo sou boa pessoa..... (apesar de não jogar com o baralho todo)

espaço da raquel

para escrever tudo o que me vier à cabeça, e partilhar cenas daquelas (coiso e tal, e tal e coiso) não me levem muito a sério, tenho mau feitio, mas no fundo sou boa pessoa..... (apesar de não jogar com o baralho todo)

23.Fev.21

Os génios nunca morrem

Faz hoje 34 anos que faleceu José Manuel Cerqueira Afonso dos Santos, mais conhecido e aclamado por Zeca Afonso.

O legado musical e intervencionista de Zeca Afonso é impar e unico e perdura e é cada vez mais um alimento para a alma de quem respisra e usufrui da Liberdade.

Zeca Afonso,  é um rosto totalmente incontornável na história mais recente da música portuguesa, e a sua presença tornaram-se marcos inabaláveis da causa democrática portuguesa num período de grande opressão, em que poucas eram as possibilidades da liberdade passar por aqui, fazendo da arte e da música um caminho instintivo para que deixasse de ser a morte a sair à rua. Daí em diante, e até hoje, é e será sempre a vida, à boleia da liberdade que Zeca tanto fez por resgatar.

Um grande músico, grande homem, escritor, compositor, intérprete, um lutador, que não deixava ninguém indiferente com as suas batalhas e ideais, uma forma inteligente e única de expressar a sua visão política e humana.

Hoje, e para sempre será lembrado. Parabéns Zeca = )

 

 

Comenta, mas com cuidado:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.