Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

espaço da raquel

para escrever tudo o que me vier à cabeça, e partilhar cenas daquelas (coiso e tal, e tal e coiso) não me levem muito a sério, tenho mau feitio, mas no fundo sou boa pessoa..... (apesar de não jogar com o baralho todo)

espaço da raquel

para escrever tudo o que me vier à cabeça, e partilhar cenas daquelas (coiso e tal, e tal e coiso) não me levem muito a sério, tenho mau feitio, mas no fundo sou boa pessoa..... (apesar de não jogar com o baralho todo)

18.Out.07

Chefes e Líderes

Durante toda a minha vida eu ouvi as pessoas reclamarem dos patrões e dos chefes.

A maioria reclamava que os chefes não eram tão competentes assim para serem chefes, pois se fossem eles, fariam as coisas diferentes. Todas as reclamações que ouvi sobre os patrões era que eles ganhavam demais.

Eu mesmo cometi esse erro por muitos anos, certamente repetindo o padrão que me havia sido ensinado pelo (mau) exemplo dos mais velhos.

Por alguma razão os líderes (coisa rara nas ocidentais praias lusitanas) impõem-se por si e os chefes são impostos. Impostos por decreto, ordem de serviço ou algo parecido, a título compensatório pelos bons serviços prestados a outros chefes.

Os chefes agradecem a quem lhes estende a mão quando tropeçam numa pedra. Os líderes agradecem a quem retirou a pedra antes de eles passarem, mesmo que desconheçam quem o fez.

Os chefes lideram as empresas que, por regra, são as primeiras da últimas. Os líderes comandam as que são as primeiras das primeiras.

Os chefes rodeiam-se de quem pensa como eles, os líderes apostam nos que pensam (e, cuidado, que pensar pode vir a ser crime!) de modo diferente.

Os chefes fogem sem tentar. Os líderes tentam sem fugir porque sabem que só é derrotado quem desiste de lutar.

Os chefes lutam na certeza de que virão a ser derrotados. Os líderes lutam na convicção de que virão a ser vencedores.

Os chefes são donos da verdade. Os líderes constroem a verdade.

Os chefes vão fazendo algumas coisas. Os líderes são o exemplo de como se faz.

Os chefes mandam levar a carta a Garcia, aos líderes basta pegar na carta.

Os chefes são aqueles que estão sempre a pedir para sair. Os líderes são aqueles que sabem que só pede para sair quem quer ficar. Por isso, quando entendem saem pura e simplesmente.

Salvaguardando algumas excepções que talvez existam, Portugal tem – continua a ter – chefes a mais e líderes a menos.

Daí a luta para ser apenas o melhor dos últimos.

 

Comenta, mas com cuidado:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.