Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

espaço da raquel

para escrever tudo o que me vier à cabeça, e partilhar cenas daquelas (coiso e tal, e tal e coiso) não me levem muito a sério, tenho mau feitio, mas no fundo sou boa pessoa..... (apesar de não jogar com o baralho todo)

espaço da raquel

para escrever tudo o que me vier à cabeça, e partilhar cenas daquelas (coiso e tal, e tal e coiso) não me levem muito a sério, tenho mau feitio, mas no fundo sou boa pessoa..... (apesar de não jogar com o baralho todo)

25.Jul.19

Eles não nos desiludem, nem abandonam

Custa-me imaginar que tipo de animal consegue maltratar ou abandonar qualquer animal de estimação, mas é o que vemos nas redes sociais sobre abandono e maus tratos, e outras coisas mais que nem vou mencionar. Um animal não é um presente, uma coisa, é um ser vivo, sente, sofre, tem frio, dor, tal como muitos que se dizem Humanos, de coração grande e depois cometem estas atrocidades.

Este amor/ligação é daquelas "coisas" para a vida, e eles não nos perguntam quem somos, se os vamos tratar bem, se não os vamos deixar, para eles somos família, e o porto seguro, e abrigo que têm. É um amor que enche a nossa vida, pelo menos falo por mim, enchem o nosso espaço em família em casa, e deixa um vazio do tamanho do mundo quando partem...

Infelizmente sabemos que esta altura de férias é cruel para muitos animais que são abandonados e deixados à sua própria sorte, embora nos custe muito a pensar nisto, e aqui passa a ser também nossa responsabilidade DENUNCIAR, sim denunciar casos de violência, abandono, maus tratos, é  mesmo a palavra de ordem DENUNCIAR, e a PSP recebe  essas denúncias.

Se tiverem conhecimento de casos de negligência ou abuso não fiquem indiferentes. Denunciem. A PSP recebe denúncias, e ajuda a esclarecer questões através do telefone 21 765 4242 e do email defesanimal@psp.pt

A GNR tem também disponível a linha SOS Ambiente e Território através do número azul 808 200 520 e da página http://goo.gl/1zRBfA

Se tiver conhecimento de uma situação de maus tratos ou de negligência, existe na página SOS ANIMAL um exemplo de um texto utilize este texto para enviar a sua queixa às autoridades responsáveis, mencionam também e caso seja possível enviarmos fotografias que comprovem os factos desse abandono ou negligencia.

Podem também enviar este texto ao Ministério Público, que se encontra também disponível na página SOS ANIMAL

E já agora, se não se sentem capazes de assumir um compromisso, não os comprometam, sim aos animais. Não os vão buscar. Não assumam esta responsabilidade. Esta ligação, e amor é para a vida, e para sempre. 

Porque nojento e criminoso é abandoná-los. Não sejam bestas. Ou sejam, mas sozinhos.

23.Jul.19

Porque temos a mania de achar que o nosso tempo é mais importante do que o dos outros

Vou por gasolina, estaciono o carro e ao meu lado o lugar vago é reservado a deficientes físicos, chega um BMW, (e não, não estou a ser paga para fazer publicidade) e pumba, "atraca" o coche ali, eu vi e comecei logo a praguejar sozinha, mas contei até 1250, e entrei para pagar, lá dentro deparo com a senhora do dito BMW, (e não, não estou a ser paga para fazer publicidade) sei que era ela porque já lhe tinha tirado a fotografia quando a vi estacionar ali, e estava a ave rara a ler uma revista devidamente sentada na mesa do café que tem aquela estação de serviço. Estava na fila para efectuar o meu pagamento, o senhor que trabalha na caixa da estação chegou ao pé dela e informou que aquele lugar era reservado a deficientes físicos, e educadamente explicou que não podia/devia ter ali o carro, ela muito incomodada, vira-se para o senhor e responde-lhe que deixou o carro com os  4 piscas, e eu já a bufaaaaaaaaaaaaaaaaaaaar, mas a tentar conter-me, "capute", pois não consegui, e acabei por ter de me meter e ajudar o senhor a explicar mais calmamente que aquele lugar era RESERVADO a deficientes físicos, a tipa nem se mexeu, mas virou-se para mim e disse-me, a senhora deve ser muito disciplinada, e até deve receber alguma gorjeta aqui da estação de serviço para estar tão afectada com um problema que nem é seu.... pronto, passou tudo de mal a muito pior, e lá tive de dizer à senhora que os 4 piscas funcionam em situações de emergência, não em casos de estacionamento abusivo, nem casos de irmos até à estação de serviço ler uma revista e comprar umas alfaces..... Respirei, arrumei as coisas na mala virei costas e vim para o meu carro, e a ranhosa ali ficou a ler a sua revista. Tudo o resto estava mal, ela estava na perfeição. 

O que é que leva algumas pessoas a pensar que o tempo delas é mais precioso e importante que o dos outros? E já agora, se houver uma emergência e se uma pessoa com dificuldades de locomoção chegar ali e precisar de facto de estacionar e a dita estiver a ler a revista, vai dizer o quê, que tem os 4 piscas ligados? É surreal a lata desta gente... e se poucos, ou ninguém se importa e não falam, falo eu, é que já nem quero saber. Haja civismo, e bom senso por favor.

19.Jul.19

Pensamentos Caninos

Uled.png

Os animais não têm uma vida fácil,  (o meu Loy por ex, não tem mesmo, só dificuldades) e já vão perceber porquê. Na cabeça dele, posso imaginar o que lá se passa. É toda uma panóplia de situações que o apoquenta, não tenho dúvidas disso.

E segundo este estudo, https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2019/06/antes-de-dormir-seu-cachorro-tambem-fica-preocupado-com-os-problemas-do-dia.html  posso imaginar perfeitamente com o quê, e dou alguns exemplos:

  • Se calhar devia ter feito aqueles olhos mansinhos, e de cão muito triste para conseguir um pouco da comida dos meus donos, tenho de me esforçar mais da próxima vez.
  • E será que me vão dar  a mesma comida sem um restinho do prato deles, sim, eu sei perfeitamente que ontem à noite aquele cheiro  maravilho era de pizzaaaaaaaaaaaaaaa....
  • Será que amanhã consigo pegar o meu rabo?
  • Aquele cão só cheirou a minha bunda e foi embora, terei algum problema? Como estarão os meus odores corporais, o meu pêlo estará em ordem?
  • Amanhã quando eu acordar amanhã vão colocar aquela manta horrível em cima do meu pelo brilhante e sedoso para irmos à rua?
  • Será que aquela cadela Nina amanhã vai ao jardim para eu fazer um carinho e dar umas valentes “cheiradelas” no seu traseirinho?
  • O que farei amanhã: durmo, como, e crio bagunça?
  • Ou acordo, como, e durmo?

Dúvidas, e mais dúvidas, vida de cão não é fácil, e decidir sobre o que vai ser um novo dia, deve ser dose....

18.Jul.19

Ter ou não bolas grandes, eis a questão.

A campanha da L’Oréal de produtos de higiene e beleza para homem, está a dar que falar, e diz-se que é o exemplo do que é a masculinidade tóxica, estereotipa os comportamentos masculinos, e dizem que pressiona os homens a serem fortes, bonitos e musculados, fazendo com que os restantes, aqueles que não conseguem cumprir as exigências, se sintam menos homens. Se algum homem se sentir assim, é só tonto. Nada define os comportamentos de ninguém, muito menos uma publicidade, um desodorizante, ou qualquer outro tipo de produto de higiene, pelo menos eu não vejo assim a publicidade, muito pelo contrário.

Hoje em dia tudo é tema de conversa e indignação, mas já pensaram que se não fosse assim, um anúncio passava completamente despercebido aos olhos dos possíveis "consumidores"?!

Uns comentam muito indignados sobre a publicidade, outros gostam e acham que o anúncio está bem feito, uma publicidade de sucesso!
Está nos jornais, nas redes sociais, nos cartazes, e todos nós estamos a falar sobre ela, e este tipo de publicidade não tem preço. Definitivamente foi preciso ter umas Grandes bolas para lançar esta campanha/publicidade.   É sucesso garantido, caso contrário ninguém estaria a falar tanto dela.