Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

espaço da raquel

para escrever tudo o que me vier à cabeça, e partilhar cenas daquelas (coiso e tal, e tal e coiso) não me levem muito a sério, tenho mau feitio, mas no fundo sou boa pessoa..... (apesar de não jogar com o baralho todo)

espaço da raquel

para escrever tudo o que me vier à cabeça, e partilhar cenas daquelas (coiso e tal, e tal e coiso) não me levem muito a sério, tenho mau feitio, mas no fundo sou boa pessoa..... (apesar de não jogar com o baralho todo)

blogs, blogs, blogs

 

se há blogs que ficam muito ofendidos quando falamos que "vivem das parcerias e publicidades"  porque raio quando escrevem uma publicação fazem sempre muita questão de dizer que não são patrocinados, e não se limitam pura e simplesmente a escrever?!

só aqui para nós, mesmo que não sejam, têm de escrever bem de determinada marca, são figuras públicas, e iria parecer mal, até porque nunca se sabe, quando lhe pode calhar um almoço/jantar à pala...!!! (err, língua viperina a minha, ou antes, o meu lado sarcástico, fica melhor)

ponto número 1 - têm alguma explicação a dar?

R: não

ponto número 2: mas quem lê, pode sempre pensar que é patrocínio de qualquer coisa, verdade?

R: sim

ponto número 3: então qual é o "estrilho"?

R: é pá, escrevam à vontade, sejam patrocinados, tenham muitas parcerias, mas só para que saibam, (podem ainda não se ter dado conta disso) o mundo não gira em torno dessas coisinhas miudinhas.

(e já agora, deixem de ser chatinhos)

 

 

no tempo em que criei um blog

criei este blog há algum tempo, e não me lembro de nessa altura os blogs viverem tanto de publicidades, e patrocínios, nem mesmo os mais conhecidos.

criei o meu espaço porque me apetecia escrever sobre tudo, e nada, sobre coisas sérias, parvoíces, coisas assim assim, sobre o que me vinha à cabeça, e era tudo bem mais divertido.

neste momento a maior parte dos blogs que vejo, ou são sobre marcas, têm um nome por trás, como é óbvio, mas esses nomes fazem-se valer das marcas, são apoiados por elas, pela publicidade, e divulgacão.

será que teriam o mesmo sucesso, esses mesmos "escritores"?

os blogs estão saturados, de cada vez que acedemos a um deles,  temos de levar com não sei quantos links de marcas, que temos de "saltar" para conseguirmos ver os seus conteúdos.

os bloggers conhecidos estão, e são vendidos, e já não se escreve porque se gosta, mas pelo simples facto de existirem parcerias, marcas, e com elas certas regras a seguir.

será um trabalho? para mim não.

para mim, passa a ser, pura e simplesmente um espaço onde se dá e vende certos e determinados produtos, marcas, ou bens.

viver de um blog?!  sim, é possível, aliás temos vários na blogosfera onde isso acontece, mas deixem de ser "diários" para ser seguidores de protocolos, com publicações e  parcerias em demasia. 

blogs vazios (muitos deles) onde lá está as marcas  sobressaem, e as férias, roupas, jóias, viagens, e sabemos lá mais o quê passam a ser o modo de vida dos mesmos. 

ter um blogs com algum conteúdo não é isso, (ainda que por muito conhecido) também não o será. 

será certamente prender os leitores pelos conteúdos interessantes, por uma boa escrita, um visual suave, e legível (ao nível da imagem do blog) sem grandes adições de marcas, e endereços que temos de fazer "pontaria" para não lhes acertar, caso contrário, entramos num mundo de páginas e mais páginas das quais a maior parte das vezes se torna quase impossível de sair. 

Língua "perteguesa" ou será Pretuguesa!?

Prontus: Usar o mais possível. É só dar vontade e podemos sempre soltar um 'prontus'! Fica sempre bem.

Númaro: Também com a vertente 'númbaro'. Já está na Assembleia da República uma proposta de lei para se deixar de utilizar a palavra NÚMERO, a qual está em claro desuso. Por mim, acho um bom númaro!

Pitaxio: Aperitivo da classe do 'mindoím'.

Aspergic: Medicamento português que mistura Aspegic com Aspirina

Alevantar: O acto de levantar com convicção, com o ar de 'a mim ninguém me come por parvo!... alevantei-me e fui-me embora!'.

Amandar: O acto de atirar com força: 'O guarda-redes amandou a bola para bem longe'

Assentar: O acto de sentar, só que com muita força, como se fosse um tijolo a cair no cimento.

Capom: Tampa de motor de carros que quando se fecha faz POM!
Destrocar: Trocar várias vezes a mesma nota até ficarmos com a mesma.

Disvorciada: Mulher que se diz por aí que se vai divorciar.

É assim... Talvez a maior evolução da língua portuguesa. Termo que não quer dizer nada e não serve para nada. Deve ser colocado no início de qualquer frase. Muito utilizado por jornalistas e intelectuais.

Entropeçar: Tropeçar duas vezes seguidas.

Êros: Moeda alternativa ao Euro, adoptada por alguns portugueses.
Falastes, dissestes...Articulação na 4ª pessoa do singular. Ex.: eu falei, tu falaste, ele falou, TU FALASTES...

Fracturação: O resultado da soma do consumo de clientes em qualquer casa comercial. Casa que não fractura... não predura.

Há-des: Verbo 'haver' na 2ª pessoa do singular: 'Eu hei-de cá vir um dia; tu há-des cá vir um dia...'

Inclusiver: Forma de expressar que percebemos de um assunto. E digo mais: eu inclusiver acho esta palavra muita gira. Também existe a variante 'Inclusivel'.

Mô: A forma mais prática de articular a palavra MEU e dar um ar afro à língua portuguesa, como 'bué' ou 'maning'. Ex.: Atão mô, tudo bem?

Nha: Assim como Mô, é a forma mais prática de articular a palavra
MINHA. Para quê perder tempo, não é? Fica sempre bem dizer 'Nha Mãe' e é uma poupança extraordinária.

Parteleira: Local ideal para guardar os livros de Protuguês do tempo da escola.

Perssunal: O contrário de amador. Muito utilizado por jogadores de futebol. Ex.: 'Sou perssunal de futebol'. Dica: deve ser articulada de forma rápida.

Prutugal: País ao lado da Espanha. Não é a Francia.

Quaise: Também é uma palavra muito apreciada pelos nossos pseudo-intelectuais... Ainda não percebi muito bem o quer dizer, mas o problema deve ser meu.

Stander: Local de venda . A forma mais famosa é, sem dúvida, o 'stander' de automóveis. O 'stander' é um dos grandes clássicos do 'português da cromagem'...

Tipo: Juntamente com o 'É assim', faz parte das grandes evoluções da língua portuguesa. Também sem querer dizer nada, e não servindo para nada, pode ser usado quando se quiser, porque nunca está errado, nem certo. É assim... tipo, tás a ver?

Treuze: Palavras para quê? Todos nós conhecemos o númaro treuze.

E tenham atenção que eles andem por aí ... a mandar émeles ...

Existem muitas mais pérolas da nossa magnífica língua portuguesa que as pessoas teimam em estragar, mas agora não tenho tempo para mais.

 

as letras não se conseguem ver

Cum RAIO para as letras brancas, ó valha-me deus mas será que isto nunca vai ficar bem?
Andei a dar umas oftálmicas por outros blogs então não é que eu nos blogs dos amigos que me adicionaram, cada vez que aparece um post meu, não aparece NADA escrito, pois pudera, eu escrevo os meus post a BRANCO, ó que cum caraças.
 
é que não acerto mesmo, tenho de ir tratar já disto. Agora a cor escolhida será o AZUL
 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D