Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

espaço da raquel

para escrever tudo o que me vier à cabeça, e partilhar cenas daquelas (coiso e tal, e tal e coiso) não me levem muito a sério, tenho mau feitio, mas no fundo sou boa pessoa..... (apesar de não jogar com o baralho todo)

espaço da raquel

para escrever tudo o que me vier à cabeça, e partilhar cenas daquelas (coiso e tal, e tal e coiso) não me levem muito a sério, tenho mau feitio, mas no fundo sou boa pessoa..... (apesar de não jogar com o baralho todo)

aqui há coisa!

Intrigada!!!!
Ultimamente e de madrugada, tenho ouvido os meus vizinhos de baixo a fazer um barulho estranho...
É uma espécie de pancada ritmada na parede que é acompanhada por uns gritinhos e uns gemidos da minha vizinha. Aquilo de início preocupou-me, até pensei que ela se estivesse a sentir mal, mas quando o barulho parou ela soltou umas risadas e eu fiquei mais descansada. Acho que as pancadas são da cama a bater na parede, mas a mim custa-me a acreditar...
é que com tanto grito e gemido tenho medo que o que bate na parede seja mesmo a cabeça da vizinha!
  

o bom atendimento é decisivo

Numa época em que a concorrência está cada vez mais acirrada, não adianta somente ter um bom produto, conseguir apresentar um preço justo, fazer a campanhas de divulgação adequadas, se na hora em que o cliente chegar á loja, receber um péssimo atendimento. Este raciocínio que parece tão lógico, na prática é um desafio aos proprietários e gerentes que atuam no comércio.
 
Fui trocar umas prendas que me deram no natal e aproveitei para almoçar com os amigos meus, venho de todo, sem jeito e vontade para nada, sem paciência, rezingona, enfim, tudo isto por uma tarde passada em certas lojas a fazer as respectivas trocas.
 
Para mim, o atendimento é fundamental e decisivo na hora de eu ir realizar uma compra. Logo, um bom atendimento faz com que nós fiquemos e/ou passemos a palavra a familiares e amigos.
 
O tempo que se desperdiça numa loja bem mais do que o necessário, o atendimento lento de determinadas lojas, há lojas "complicadas" para se comprar. Nessas lojas é difícil encontrarmos um vendedor, se o acharmos não o podemos largar senão, nunca mais, o estacionamento é um inferno, os vestiários são insuficientes ou estão sempre com filas intermináveis. A falta de arrumação e organização de uma loja é sentida pelo cliente. A ausência de preços nos produtos é outra, lá temos nós de andar á “caça” do vendedor que entretanto já nos fugiu para lhe perguntar o preço daquele o de outro produto.
 
O respeito pelo cliente, esta sim, é a parte pior, ou somos bajulados ou ninguém nos liga nenhuma, (tipo, olha a cliente é ela, por isso ela que cá venha perguntar ou dizer o que quer, PORRA) e se por acaso até vamos (por azar) fazer essa pergunta, ai meu deus, levamos logo com má cara e um diga, áspero e de frete. A arrogância e a pouca simpatia de alguns vendedores tiram-me do sério e são para mim atitudes que especialmente me irritam!
Atenderem-me a mim e mais 10 pessoas ao mesmo tempo, logo, não prestam a mínima atenção ao que eu estou a perguntar. Ficarem colados a mim e não me darem a oportunidade de “dar só uma espreitadela”, não verificarem se por acaso e não for muito incómodo, têm o que eu pedi, levo logo com um NÃO, já não temos.

 

Se o segredo para atrair clientes é atender bem, que tal os gerentes e/ou donos dessas lojas apostarem na formação e qualificação desses vendedores.

o espirito de natal mudou

hoje, vejo o Natal materializado no exagerado desejo de consumo, quando na verdade para mim, quando criança me bastava montar o meu presépio juntamente com os meus pais, sentar-me com a minha família à mesa, enfim, pequenas mas GRANDES coisas que fazem de nós os adultos que hoje somos.
 
A verdade é que o Natal para mim, era uma das épocas que eu mais gostava, mas agora é estranho, já não vivo o Natal como vivia, é diferente.
 
As pessoas afastaram-se, fazem do Natal um dia como outro qualquer.
 
Hoje, as crianças fazem listas enormes de presentes electrónicos, são insaciáveis, não conseguem perceber o valor das coisas, o sacrifício que muitas das vezes alguns pais fazem para as presentear com “aquele brinquedo”.
 
As crianças não sabem mais sonhar...nem desfrutar dos sonhos...

Mas o ESPÍRITO DE NATAL é nascimento, fé, fraternidade, esperança, confraternização, perdão, é amor! Enfim, uma aura de boa espiritualidade que  deveria “entrar” e permanecer no coração de toda a humanidade.

Uma boa oportunidade para repensarmos a vida.

feliz natal e um bom ano novo

Para os amigos que têm sempre um lugar muito especial no nosso coração e no nosso pensamento, deixo os meus votos sinceros de um Feliz Natal na companhia dos que vos são mais queridos e de um Ano Novo de 2008 repleto de alegrias e MUITA saúde.
 
Cabe-nos a todos, dar-mos um pouco de nós para fazermos de 2008 um ANO AINDA MELHOR.
 
Deixo-vos Um BEIJINHO ESPECIAL
 
Com AMIZADE
Raquel

Pág. 1/6

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D